Microcontrolador STM32F746 – Um Cortex-M7 pra chamar de seu!

Microcontrolador STM32F746 – Um Cortex-M7 pra chamar de seu!

Recentemente enfrentando alguns desafios na montagem de uma solução, me deparei com uma placa pra lá de fantástica, apresentada por um distribuidor com sugestão de design e que custa cerca de US$50,00! Uma pechincha considerando o hardware!
Fui apresentado ao fantástico Kit da ST, o STM32F746G Discovery compatível com o mBed, que é ao meu ver o que temos de mais próximo da facilidade do mundo Arduino no mundo nos ARM Cortex-M.
O microcontrolador que move essa maravilhosa placa de protótipos é o STM32F746NG, um Cortex-M7 da ST. Este microcontrolador possui 1MByte de memória Flash e 340Kbytes de RAM, FPU e cache-L1 rodando a 216MHz com instruções de DSP disponíveis, tudo acondicionado num invólucro BGA de 216 pinos.
BGA de 216! Isso pode complicar um pouco a vida, mas é aqui que começam as boas notícias:
– Existe o mesmo chip em outros encapsulamentos como o LQFP208, soldável por mãos humanas de forma artesanal.
O chip contem uma quantidade massiva de periféricos dentre os quais eu destaco:
– Possibilidade de controlar memórias externas num barramento de 32bits como SRAM, PSRAM, SDRAM/PSDR SDRAM e NOR/NAND;
– Modos Low Power como Sleep, Stop e Stanby;
– 3 conversores ADC de 12bit a 2.4MSPS (Mega samples por segundo!) e até 24 canais ADC e 7.2MSPS no que a ST chama de “triple interleaved mode”;
– 2 conversores DAC de 12bit;
– 18 timers independentes, algums de Low Power e 15 deles rodando a 216MHz;
– Interface de programação e debug com SWD e JTAG;
– Até 168 GPIOs (Isso mesmo! 168 GPIOs);
– Até 25 interfaces de comunicação passando por UART, LIN, IrDA, SPI, SAI (Serial Audio Interface), CAN, SDMMC e HDMI;
– Conectividade de qualidade com USB 2.0 Full-Speed nos modos Device, HOST e OTG com controlador interno dentro do invólucro da MCU, interface Ethernet 10/100Mbit com DMA;
– Gerador de números aleatórios;
– Unidade calculadora de CRC;
– ID único de 96bit;
– Interface para câmera de 8 a 14bit;
Uma característica interessante é a possibilidade de troca direta para upgrade de aparelhos feitos com a linha Cortex-M4 da ST. Sendo pino a pino compatível numa eventual substituição. Ou seja, todos os seus mapeamentos continuam funcionando numa situação de upgrade.
Mas é falando no KIT que a história começa a ficar interessante:
– Possui um display LCD-TFT de 480×272 de 4.3 polegadas com touch screen capacitivo;
– CODEC de áudio SAI;
– Funções USB como Virtual COM port, armazenamento de massa e porta de debug;
– Pronto para mBed (Uebaaaa!);
– Conector padrão arduino para poder expandir a placa e usar shields de mercado;
Falando em software, fica mais interessante ainda:
Existem inúmeras formas de programar para a placa, desde soluções proprietárias como o compilador da IAR EWARM, Keil e os compiladores baseados em GCC disponível sob várias IDEs baseadas em eclipse, dentre elas o AC6, SW4STM32, Atollic TrueSTUDIO) e a opção free e online ARM mBed;
Vejam o vídeo oficial da ST apresentando a placa:

Para maiores informações visitem os links abaixo para conhecer mais da placa e da plataforma:

Este post foi cometido por Pacman (Alexandre) Pereira;Pacman Pereira é entusiasta de novas tecnologias e atua com projetos com desenvolvimentos hardware e especialidade em comunicação de dados em campo;

Adora computadores antigos e seu sonho é ir para o Japão gastar milhões de dólares trazendo todos os MSX que encontrar;

 

Que tal nos encontrar no SeuTubo para ver dicas, tutoriais e Reviews de placas? Canal Sistemas Embarcados

Que tal na página do Facebook?

 

Ou Instagram?

 

Quem sabe Google Plus?

 

Que tal no Pinterest?

 

Ou talvez nos encontrar no Twitter para receber as ultimas noticias quentinhas: @SEmbarcados

 

E não esqueça que também tem o email, [email protected]

 

Conheça também nossos grupos do Facebook:

Beijunda e até o próximo embarcado!

Related Post